top of page

Bunda de fora

Bunda de fora

de um quase mendigo

jovem ainda

jovem disposto

para se entregar

a tanto desgosto.


Caminha errante

forte

destemido.

Parece bravo com alguma coisa

que lhe fizeram

com o mundo

com a vida.


Esbraveja

disposto a tudo.

É forte ainda!

A vida nas ruas

não o abateu

mas um talho nas calças

na parte de trás da coxa

na altura das nádegas

transversal

deixa-lhe à mostra

uma parte da bunda.

Não ela inteira.

Um só pedaço seu.

Uma lua crescente.

E definitivamente

é impossível não rir

às suas costas

do talho que lhe mostra

a parte mais frágil

do seu frágil existir.


A vida nas ruas

ainda não lhe venceu


mas já começa.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo

O tempo joga contra ou a favor de mim. Contra quando é curto pra tudo o que espero: se esvai num minuto. A favor quando se trai por ser quem é: passageiro! O tempo não pára seja bom seja ruim. Por iss

Komentarze


bottom of page