top of page

AS TREZES MORTES DE MARIELLE

Marielle começou a morrer no dia 31 de agosto de 2016 quando o Senado Federal destituiu uma Presidente legitimamente eleita pelo voto popular...

esse foi o primeiro tiro!

Depois, quando a Câmara dos Deputados aceitou favores do governo para impedir as investigações contra um presidente notoriamente corrupto...

esse foi o segundo tiro!

Quando o governo aprovou o teto de gastos com as despesas em saúde, educação, segurança, programas sociais e investimentos, por 20 anos...

esse foi o terceiro tiro!

Quando esse mesmo governo aprovou a reforma trabalhista, subtraindo direitos dos trabalhadores e da população mais pobre...

esse foi o quarto tiro!

Quando a Justiça perdeu a autoridade moral e a independência por conta do auxílio-moradia e outros expediente para furar o teto remuneratório constitucional...

esse foi o quinto tiro!

Quando a operação Lava-Jato desviou-se do seu propósito inicial para ser usada como bandeira ideológica para atacar um partido e derrubar uma Presidente...

esse foi o sexto tiro!

Quando essa mesma operação destruiu a indústria nacional e a esperança de milhares de brasileiros de um futuro melhor...

esse foi o sétimo tiro!

Quando aqueles que tomaram o poder de assalto, blindaram-se com o foro privilegiado...

esse foi o oitavo tiro!

Quando a Justiça partidarizou-se e persegue de forma implacável um ex-Presidente que havia devolvido a esperança ao Brasil, com vistas a impedi-lo de concorrer em 2018...

esse foi o nono tiro!

Quando a polícia do Rio se corrompe e mata, sobretudo entre os mais pobres...

esse foi o décimo tiro!

Quando a intervenção federal no Rio de Janeiro, sob a batuta das Forças Armadas, foi utilizada para tirar o foco de um governo decrépito e agonizante...

esse foi o décimo primeiro tiro!

Quando não se ataca as verdadeiras causas da violência nas favelas – exclusão social e ausência do Estado...

esse foi o décimo segundo tiro!

Por fim, quando a mídia golpista e conivente se apropria da narrativa do assassinato de Marielle para dar voz à versão – falsa - do seu envolvimento com o tráfico de drogas e as milícias...

esse foi décimo terceiro tiro!

O derradeiro e verdadeiramente fatal, porque mais do que matar o corpo esse tiro pode matar a causa, o discurso e o legado de Marielle que, até depois de morta, desejam matar.

Não deixemos eles dar esse tiro! Esse nós podemos impedir.

Marielle, presente!

Sempre!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tempo

O tempo joga contra ou a favor de mim. Contra quando é curto pra tudo o que espero: se esvai num minuto. A favor quando se trai por ser quem é: passageiro! O tempo não pára seja bom seja ruim. Por iss

Comments


bottom of page