top of page

UM ARTISTA ANÔNIMO

A arte não tem mesmo fronteiras, nem é algo que se faça para o reconhecimento público. O verdadeiro artista faz primeiramente para si, depois para os demais.

A matéria anexa trata de um artista nato. A par de ser meu pai, o que pode tornar a coisa suspeita - garanto, porém, que não há nenhum exagero no que estou falando -, o seu Achiles sempre teve alma de artista. Seja como cantor amador, seja como escultor de sucatas, algo nele sempre clamou por uma forma de expressão que manifestasse o Belo

que lhe vai no coração.

Do alto dos seus 74 anos, 6 filhos criados e uma longa carreira de serviços prestados à comunidade de Gaurama - RS como mecânico da Prefeitura Municipal, o seu Achiles encontra hoje prazer nas suas criações de lata e peças usadas de carro com que embeleza seu jardim, disponiblizando-as gratuitamente à apreciação popular.

Seu pagamento?

Um elogio, a matéria com que se alimenta o verdadeiro artista.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

SEGUNDA INSPIRADA

Da série "Segunda Inspirada", cujo pensamento abaixo pretende a ser apenas o começo - ou o fim - ocorreu-me a tirada abaixo que reflete a concepção que tenho sobre religiosidade. Penso que a relação q

ANEDOTAS DE GAURAMA II

A GALINHA A panela de feijão fumegava sobre o fogão à lenha e as crianças tinham sido recomendadas por minha mãe – portanto meus irmãos – para que cuidassem do fogo e, na medida da necessidade, coloca

ANEDOTAS DE GAURAMA

Passando a limpo velhos escritos, encontrei estes que reproduzem episódios reais, vividos ou ouvido narrar por meus pais e irmãos. Segue abaixo um aperitivo. Um abraço e boa leitura. DONA LEOCÁDIA

Comentários


bottom of page